sábado, 27 de janeiro de 2018

No dia da “reabertura”, Maternidade Claudina Pinto tem fornecimento de luz interrompido


No dia que em que a Maternidade Claudina Pinto em Apodi reabriu suas portas à população, mesmo que oferecendo serviços particulares, uma surpresa nada agradável pegou a direção de entidade de “calças curtas”, pois a companhia energética do RN, suspendeu o fornecimento de energia, ou seja, no popular cortou a luz da APAMI.

Segundo informações extraoficiais, o debito gira em torno de R$ 8 mil reais, e compreende a três vencimentos, por isso a COSERN solicitou o corte. Ainda fomos informados que mesmo diante de um empréstimo de uma particular para pagamento de um dos papeis em atraso, a companhia não fez a ligação e a entidade deve passar o final de semana às escuras, infelizmente.

O fato novamente coloca em cheque a capacidade de administração da atual presidência, que reluta contra algo obvio.

Vamos esperar que na semana, a atual presidência realize manobras, e consiga sanar essa situação que deixa um nodoa irreparável numa entidade de história do município.

Um comentário:

  1. É lamentável que venha acontecendo, isto é uma vergonha.

    ResponderExcluir