sábado, 28 de novembro de 2015

Robinson não tem o que mostrar nas cidades do interior

O governador Robinson Faria tem dificuldades de cumprir qualquer agenda fora de Natal. As viagens ao interior são planejadas com fita métrica, temendo eventuais constrangimentos, mas principalmente pela falta do que mostrar.

A salvação da pátria tem sido festa de padroeiro e procissão. Tem sido o motivo da viagem. Ontem pela manhã para poder vir a Apodi acharam pra incluir na agenda a entrega de casas populares. Que nem foi o Estado que construiu.

No período da tarde, já em Baraúna, o jeito foi pegar carona na procissão da padroeira do lugar.

Em Mossoró, nem se fala, a falta de agenda é completa. Desde a última visita que foi agendada para assinar ordem de serviço das obras de reforma do aeroporto Dix-sept Rosado. Um fiasco completo. Porque nem havia empresa licitada e mais na frente soube-se que a vencedora da licitação havia desistido da obra.

Robinson tem na agulha três motivos para vir a Mossoró em dezembro.  Inaugurar o restaurante popular no campus  central da UERN,  entregar finalmente o Complexo Viário da Abolição ( com recursos federais) e cumprir o de praxe que é participar da procissão de Santa Luzia.

No restante dos municípios do interior, quando se fala em visita do governador, a pergunta imediata é: fazer o que?

Do Neto Queiroz

5 comentários:

  1. Ele veio fazer o que mesmo em Apodi?

    ResponderExcluir
  2. Eta bacurauzada inconformada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. veio a Apodi ser besta e ver os babãos

    ResponderExcluir
  4. É iguais a os Alves tipo Pavão

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkk Essa eu tive que rir!!!

    ResponderExcluir